Lamento & Alegria

Voltar no tempo?

Ilustra Carvall Ilustra Carvall

Se fosse possível voltar 40 anos, creio que cursaria a Escola Politécnica. Seria engenheira civil. Construiria pontes conectando espaços físicos, palpáveis. Calcularia o valor exato do concreto armado e das vigas de ferro.

Não. Pensando melhor, teria aberto uma loja. Meu trabalho seria contas a pagar, contas a receber, controle de estoque, promoção de vendas. De quebra, estabeleceria uma relação – liquidação a liquidação, gesto no gesto – com a clientela.

No entanto, quis ganhar o brioche de cada dia escrevendo. Projeto extenuante: procurar palavras no recôncavo da língua, ligar uma frase a outra, tecer sentidos mesmo quando o novelo é pequeno.

Virei uma pena de aluguel. Foram décadas esquadrinhando ideias para melhorá-las no papel. Fazendo entrevistas para editá-las com elegância. Lendo textos imensos para transformá-los em parágrafos enxutos. Fugindo do lugar-comum como o camelô do fiscal.

O maluco é que acabei gostando. Primeiro, por amor. Depois, por amor também. Passei a ouvir os clientes e mentalmente editar seus desejos. Compreender as necessidades e imediatamente arranjar os conectores que dão coerência e coesão à argumentação.

Enfim, uma redatora. Aquela que redige por encomenda, morrendo de inveja dos escritores – aqueles que escrevem o que lhes dá na telha.

Tive recompensas: conheci pencas de pessoas interessantes, viajei para lugares instigantes. Mas não sobraram palavras para divulgar o romance da imaginação. Agora com o meu site – esse que você está navegando – posso dizer que voltei a sonhar.

Leia também Do H ao Zero


Tags: , , ,

Comente

5 respostas para “Lamento & Alegria”

  1. […] ECA-USP, foi pelos roteiros que se apaixonou. Foi roteirista por muitos anos. Depois passei a ser pena de aluguel, isto é, alguém que escreve para clientes. Nessa fase, trabalhei principalmente pra ONGs. Foi uma […]

  2. […] sou especialista em nada. Sou uma pena de aluguel. Passei boas décadas escrevendo roteiros, spots, slogans, textos para clientes variados. Aprendi a […]

  3. Ivana disse:

    Com certeza sua trajetória foi importante para você ser a escritora e blogueira que é hoje. Foi de muito aprendizado, seu talento só ganhou com isso e nós que acompanhamos e lemos seus textos também.

  4. […] falam que grandes temas: amor, morte, inveja, vingança, conquista não se prestam à pena do cronista. A pena cronista estaria condenada a observar e descrever um cão atravessando a rua, um homem à […]

Deixe uma resposta

Antes de enviar, por favor resolva a questão: *