Delator na rádio

Grafite em muro Vila Mariana, Sampa Grafite em muro Vila Mariana, Sampa

Grande Décio adorava apontar seu dedo duro. Não dispensava o servicinho de ouvir atrás das portas, enfiar os olhinhos nas lombadas dos livros e, até mesmo, assuntar as sombras.

Trabalhava como técnico de som em uma rádio carioca, conhecida por seu jornalismo independente. Lugar propício para o Grande Décio pesquisar, encontrar e bater a ficha do subversivo para o cunhado Genoíno, delegado do Dops.

O último que ele entregou, foi um foca do jornalismo. Sentiu um prazer particular nessa delação, pois o foca João media 1m e 90 cm, e ele odiava homens altos.

Grande Décio, o alcaguete, nascera anão.

Mais do 1964


Tags: , , ,

Comente

Deixe uma resposta